15 abril, 2019

Olá!

Nem vou me desculpar por ter passado tanto tempo off daqui.

Sei que a gente tem sempre essa desculpa quando ficamos muito tempo sem postar em algum lugar. Tem sempre aquela coisa da culpa e sempre começamos um post: “Desculpe por ter sumido por tanto tempo”, “Desculpe por não conseguir atualizar” e várias outras desculpas do tipo.
Ora essa, desculpa pelo que? Por ter vivido minha vida real? Por ter parado de postar porque estou cuidando da minha saúde ou porque tenho passado mais tempo com meu filho, minha família e amigos? E porque não, comigo mesma?

Precisamos parar de nos desculpar por coisas assim, pois a vida já joga culpas demais nas nossas costas, e nem sempre as pessoas aguentam o balão.

Muitas vezes, esse tempo fora de internet, sem postar, sem rede social, é necessário pra muitas coisas. Uma delas é o DETOX de informação.
Passamos tanto tempo consumindo uma infinidade de coisas, e é tanta coisa e de tão diferentes tipos que nosso cérebro simplesmente não dá conta de processar tudo, ele fica inchado com tanta informação e começa a explodir com isso, gerando ansiedade, depressão, pânico e muita culpa por não estarmos conseguindo dar conta de acompanhar e fazer tudo.

Não sou psicóloga, mas sei porque passei e estou passando por essas coisas. E como eu, sei que muitos amigos e pessoas que eu nem conheço, estão também.

Ano passado foi um ano de super engajamento para mim nas minhas redes sociais. Fiz muitos eventos, dei muitos workshops, ganhei muitas coisas legais de marcas, fiz contatos incríveis e no meio disso, tive a sorte de conhecer pessoas que se tornaram minhas amigas.

Essa foi minha vida online!

O que não reflete a parte por trás das câmeras.
Crises de enxaqueca que duravam a semana toda, problemas financeiros que me faziam sentar e chorar desesperada, ataques de pânico que me congelavam e não me deixavam sair do lugar e perder a noção de tempo e espaço. Dores pelo corpo todo de tanta ansiedade acumulada.

Mas ninguém sabia, a não ser pessoas mais próximas, porque quando a gente põe o pé pra fora de casa ou posta algo na internet, vestimos o mais vibrante sorriso para que ninguém perceba pelo que estamos passando, pois isso poderia estragar tudo.

Eu demorei pra perceber o quanto isso tudo estava me engolindo e continuava forçando a barra, empurrando mais pra frente, “depois eu vejo isso” eu dizia pra mim. E claro, que eu esquecia totalmente e entrava de novo na onda das redes.

Na CCXP do ano passado (2018), foi quando comecei a acordar.
Fui chamada para ficar no estande da Faber-Castell, e foi uma das melhores experiências que tive na minha vida.
Além de ter a oportunidade de passar dias com meus amigos do coração, Luiza, Sula, Prips, Thiago, Daniel… Tomar café da manhã, jantar juntos, sofrer esperando o Uber juntos, falar de tantas coisas… poxa, e lá na CCXP, eu recebi tanto carinho, abracei tanta gente, conversei com tantas pessoas ao vivo que antes só tinha conversado online… ver aquelas pessoas ali, reais, conversando e rindo comigo, senti vontade de chorar várias vezes de emoção. E percebi o quanto eu sentia falta de ter pessoas de verdade ao meu lado. De poder ver as reações delas em tempo real quando eu falava algo, ver seus olhos brilharem, poder perguntar algo pra elas e ver o sorriso ali, na hora!

CCXP2018Sula CCXP2018Prips

 

Logo em seguida, minha amiga Loma veio da Coréia para passar um tempo no Brasil, e eu pude passar alguns dias na casa da família dela. Tomar sacolé, andar na praia, conversar coisas fúteis e coisas importantes, fazer ligações ao vivo com amigas em comum, ser apresentada pra gente nova, conhecer as amigas dela e descobrir coisas em comum…

LomaSampa2019

 

Esse ano, em janeiro, tive um susto muito grande em questão de saúde. Não quero entrar em detalhes agora, mas esse susto somado a esses momentos me fizeram repensar muita coisa que eu estava fazendo que não era bom pra mim ou pra minha família.

Hoje em dia eu posto muito menos e parei de produzir para postar (depois falo mais sobre isso). Eu estou, aos pouquinhos, sentindo de novo vontade de fazer as coisas e de me divertir em conversar com pessoas online sem ter tanto ataque de ansiedade como antes.

Fiquei meses sem postar ou dar as caras no Instagram, e acho que foi a melhor coisa que fiz. Porque hoje em dia, eu sinto vontade de postar lá e não obrigação, que era o que tinha virado.

E essa vontade de postar aqui?

Bom, isso vira e mexe aparece, mas como sei que eu sempre escrevo muito, acabo deixando pra depois, e esse depois, nunca chega.

Mas hoje, a Loma postou um vídeo no stories dela da Ana Arantes,  que conheci por conta da Loma em um passeio totalmente aleatório que fizemos antes de ela voltar pra Coréia. E ela fala nesse vídeo, justamente essa parte boa da Internet. Das pessoas que você conhece por causa dela, e que faz amizade que às vezes podem durar a vida e vocês nunca se verem, e de repente, tem aquela oportunidade de encontrar a pessoa na vida real, o que torna tudo muito mágico.

Bom, assistam.

E vejam também o canal da Ana, e passem no blog da Loma, que é um dos melhores lugares pra estar nessa internet 🙂

Obrigada por passarem por aqui!
E, até um dia ^___^

 

 



6 agosto, 2018

Olá, a todos. Como estão?

Eu tenho algumas novidades, que estão deixando minha mão formigando, mas nem sempre podemos espalhar tudo pela internet, né, então, já quero dividir com vocês as que tem me deixado muito feliz que finalmente estão liberadas para espalhar para o mundo.

Tenho um relacionamento e parceria muito delícia  e especial com a Faber-Castell, desde que me convidaram para ir na fábrica deles, em 2017.
Fiz amigos queridos lá dentro e cada vez que recebo algum e-mail deles, meu coração dispara de alegria, pois sei que vem coisa boa por aí.
Como alguns de vocês sabe, eu dou cursos e workshops já tem alguns anos, e esse ano, o pessoal da Faber-Castell me chamou para montar um Curso Online e um Workshop de aquarela para eles! Não é incrível?

Eu montei pensando em cada um de vocês, que sempre me mandam dúvidas nas redes sociais.

Vamos falar primeiro do Workshop, pois esse tem data para acontecer, será no dia 29 de Agosto (sim, está chegando), na escola Panamericana, em São Paulo.

PAX2018

Será parte do evento PAX, que já participei no ano passado.
É um evento incrível, com vários artistas convidados ministrando vários temas e técnicas diferentes dentro dos temas de artes, design, moda, fotografia, animação e tecnologia.

É uma imersão nesse mundo, que acontecerá de 29 de Agosto à 01 de Setembro de 2018, e custa somente R$15,00 por aula.
Não dá para perder, não é mesmo?
Então, agarre essa oportunidade, e pra quem sempre pede meus workshops, está aí uma oportunidade de me ver pintando ao vivo e tirar todas as suas dúvidas e aprender técnicas que aplico nos meus trabalhos de aquarela.

E pra quem sempre me pede mais cursos Online, finalmente foi lançado o meu Curso de Aquarela Online, que fiz para a Faber-Castell.

post sabrina eras
aula-sabrina-eras-3
aula-sabrina-eras-2
aula-sabrina-eras-1
São 30 minutos de aula, no estilo passo-a-passo, onde ensino algumas técnicas básicas para aplicar aquarela na ilustração, utilizando junto com materiais como lápis-de-cor e canetas.
Eu fiz algumas ilustrações exclusivas para que vocês possam baixar e utilizar para aplicar as técnicas que eu explico nos vídeos.

E esse mês, tem promoção de lançamento.
De R$74,90 por R$49,90.

Segue o link para quem quiser mais informações e quiser comprar o meu curso  http://bit.ly/2K0ixY7

Espero que gostem dessas novidades!

Boa semana
Bjs
e continuem a pintar ❤️



13 julho, 2018

Olá a todos!
Nem sei quando foi a última vez que postei aqui, mas percebi que meu último post, nem meu não era.

Eu caí naquele ciclo vicioso do “não tá bom ainda, depois eu faço, não é isso que eu queria fazer…” e por aí vai.

E no final das contas, eu acabava não fazendo nada.

Cada dia que passava desse mais de ano, eu pensava “Esse post não, essa idéia não” e o eu acabava deixando passar várias coisas bacanas que poderia ter compartilhado porque não tinha essa idéia perfeita ou a foto perfeita ou a ilustração perfeita para o post.

Mas a verdade é, no meio de todas as redes sociais com algoritmos malucos, esse é o único espaço que é realmente meu, que algoritmo nenhum vai me jogar pra baixo, e quem vai vir aqui visualizar, é porque realmente quer.

Por isso, quero retomar meu espaço, mesmo sem ser perfeito, mesmo sem a foto ou a ilustração perfeita. Só um espaço pra dividir, pra tentar tirar da cabeça, pois as idéias estão começando a me consumir, por eu não colocá-las para fora de alguma maneira, nem que seja em palavras, para o mundo. Quem sabe alguém compartilha disso comigo, não é mesmo?

Não é a foto perfeita, nem a idéia ou o texto perfeitos, mas se eu não começar em algum momento, não começarei nunca!

20180713_112406-01